NOTA DE REPÚDIO AO MINISTRO DA SAÚDE

04/06/2013 17:36

O FÓRUM ONG AIDS RS, articulação Estadual de luta pelo combate e prevenção a aids que tem como missão articular políticas de prevenção e assistência às DST/HIV/aids e suas coinfecções, bem como  colaborar no fortalecimento político das instituições que atuam no âmbito da aids no Rio Grande do Sul, incluindo o acesso aos direitos humanos e justiça social, apresenta a presente NOTA DE REPÚDIO ao ato do ministro da Saúde, Alexandre Padilha, que vetou a peça da campanha voltada às prostitutas, que diz: “Eu sou feliz sendo prostituta”. O Fórum Ong aids RS é composto por mais de cinquenta organizações, redes e movimentos que atuam no âmbito aids  e suas implicações,

As prostitutas retratadas na campanha são ativistas do Movimento Aids que diariamente trabalham em ações de prevenção e conscientização da população frente as DST/HIV/Aids, são militantes de uma longa luta e que mais uma vez, tem sua voz caçada pela incompreensão e intolerância do governo.

O Fórum Ong aids RS entende que ao vetar essa peça o ministro, bem como o governo brasileiro, reforça o estigma e preconceito com a prostituição, que no Brasil é reconhecida como uma ocupação legal. Esse veto representa um retrocesso nas ações desenvolvidas com as prostitutas e um desrespeito a produção realizada na oficina de comunicação e saúde para profissionais do sexo, promovida pelo próprio Ministério da Saúde.

Pelo exposto, o Fórum Ong aids RS vem a público REPUDIAR o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, bem como a retirada de parte da campanha das prostitutas.


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!